Como Employee Experience pode ajudar seu Employer Branding?

O mercado de trabalho sempre foi um ambiente competitivo e, dentro dessa constante guerra por talentos, saber construir uma percepção positiva em relação à empresa é um importante diferencial para as organizações atraírem e encantarem novos talentos. Ao conjunto de técnicas e estratégias que visam construir uma boa reputação da marca empregadora damos o nome de Employer Branding.

Mesmo sem querer, a sua empresa está a todo momento construindo uma marca empregadora a partir da experiência dos seus talentos, desde o processo seletivo até a saída da empresa. Logo, não é mais uma questão de “Devo ou não focar nisso?”, mas sim “Como estou trabalhando isso?”.

Ações de Recruitment Marketing e de Employee Experience são ferramentas fundamentais na construção de uma boa reputação de marca empregadora. Nesse artigo, vamos focar nas abordagens de Employee Experience e dar algumas dicas práticas para melhorar a experiência dos seus colaboradores e, consequentemente, seu Employer Branding.

Como funciona Employee Experience?

Ainda existem muitas dúvidas em relação à Employee Experience e sua abordagem pode ser bastante subjetiva de acordo com o contexto de cada empresa. No geral, podemos dizer que Employee Experience é soma de todas as interações e eventos que envolvem os colaboradores ao longo do seu relacionamento com a organização, começando na primeira interação com a marca na procura por vagas de emprego até o seu último dia de trabalho. 

Na prática, Employee Experience deve combinar as necessidades dos colaboradores com os objetivos da organização. Desse modo, o RH consegue desenhar jornadas e experiências que irão satisfazer as pessoas a ponto de fazê-las querer trabalhar na empresa sem deixar de lado os resultados de negócio. 

A experiência do colaborador é extremamente importante para a sua marca empregadora, pois, o colaborador pode promover a organização, como também pode não a recomendar como um bom lugar para trabalhar. Em outras palavras, seus colaboradores carregam diariamente a reputação da sua marca para todos os lugares. Por isso, colaboradores satisfeitos com o seu ambiente de trabalho possuem mais chances de construir uma boa reputação para a marca empregadora.

Boas práticas de Employee Experience para o seu Employer Branding

Trabalhar com Employee Experience no dia a dia não é uma tarefa fácil, pois envolve diversos níveis organizacionais e diferentes grupos de colaboradores. Além disso, em alguns lugares existem visões engessadas e pré-concebidos sobre como deve ser a jornada na empresa, o que acaba representando obstáculos frente às mudanças e adaptações necessárias para garantir uma boa experiência. Abaixo separamos 3 dicas importantes para melhorar a experiência dos seus colaboradores:

Realizar um bom processo de onboarding

Os primeiros dias na empresa são essenciais na formação das primeiras impressões sobre a organização e no encantamento dos novos talentos através de experiências relevantes. Por isso, é muito importante possuir um processo de onboarding estruturado e direcionado para cada colaborador com atividades e momentos que irão acelerar a curva de aprendizado e reforçar o senso de pertencimento à empresa.

Acompanhar o eNPS

Para melhorar a experiência dos colaboradores é necessário primeiro ouvir o que eles têm a dizer. Devemos evitar as suposições e trabalhar com base em dados e informações que representem a perspectiva do colaborador. Um desses dados é o eNPS (Employee Net Promoter Score) que, de maneira simples e eficiente, mensura o nível de recomendação da organização segundo percepção os colaboradores e consegue dar insumos para direcionar planos de ação de acordo com os feedbacks coletados. 

Personalizar a jornada do colaborador

Não tem como gerir a experiência do colaborador sem colocá-lo com protagonista da jornada sua própria jornada. Por isso, recomendamos trazer o conceito de Personas muito usado por Marketing e Vendas para dentro do ambiente de trabalho. Na medida que entendemos quem são nossos colaboradores e suas características, podemos dividi-los em grupos a partir de critérios de semelhança e, assim, criar experiências mais personalizadas que irão atender as necessidades e desafios específicos de um determinado grupo. Por exemplo, uma persona da sua empresa pode ser “os Vendedores”, que irão apresentar necessidades de espaço e horários de trabalho diferente “dos Desenvolvedores”. 

Como a Pin People ajuda o Employer Branding?

Nós, da Pin People, fortalecemos a marca empregadora dos nossos clientes através da construção de uma experiência positiva para seus colaboradores. Como já citado, colaboradores que se sentem satisfeitos no ambiente de trabalho promovem a empresa da forma mais orgânica e, consequentemente, eficaz possível. Dessa forma, a marca empregadora conquista embaixadores sem gastar nem um centavo. 

Dessa forma, é essencial olhar para a jornada dos colaboradores como um todo, desde o recrutamento e seleção até a saída. Através de um entendimento holístico da experiência do colaborador é possível construir uma forte marca empregadora, atraindo cada vez mais pessoas que realmente desejam trabalhar na sua empresa

Quer entender mais sobre o tema? Navegue no nosso blog e nos siga nas redes sociais, estamos sempre postando conteúdos com foco em um RH estratégico!

Leia também:

Comments are closed.
Mobile Analytics