Como HR Techs ajudam a transformação digital do RH?

Bruna Pedra
Feb 22, 2021

Atrair e reter talentos é um dos principais objetivos do RH nas empresas. Uma boa gestão de talentos, além de fortalecer sua marca empregadora, traz retornos financeiros significativos. Um estudo realizado pela SHRM (Society of Human Resources Management) estima que os custos com turnover correspondem de 6 a 9 meses de salário do colaborador. Bastante coisa, não acha?

Mediante os desafios de construir uma boa experiência para os colaboradores, a Kenoby e a Pin People uniram forças para ajudar os profissionais de RH com conteúdos e iniciativas voltados para uma boa gestão da Experiência do Candidato e do Colaborador, afinal, ambas fazem parte de uma mesma jornada.

O que é a Experiência do Candidato?

A Experiência do Candidato abrange todos os níveis de interações e etapas que acontecem com o candidato ao longo do processo seletivo em uma organização.

Para uma boa gestão da experiência do candidato devemos considerar o processo de ponta a ponta, ou seja, desde a atração de novos candidatos até a sua contratação. Fazer a gestão desse processo às vezes é complicado e demanda um grande tempo do RH. Além disso, a sua marca empregadora depende fortemente das percepções e sentimentos gerados ao longo do processo seletivo. Por isso, é fundamental executar uma gestão estratégica e eficiente de todo o processo.

Como a Kenoby melhora a Experiência do Candidato?

A Kenoby possui uma solução inovadora de ATS, auxiliando o RH no processo de recrutamento e seleção de ponta a ponta. A plataforma automatiza diversos processos manuais, reduzindo o tempo de contratação e aumentando a eficiência da qualificação dos candidatos.

Um bom software de Recrutamento e Seleção torna-se um poderoso aliado no desenvolvimento e aprimoramento da Experiência do Talento. Atividades simples como triagem de currículos e retorno de feedbacks se tornam complexas e demoradas em grandes volumes, dificultando o trabalho do RH e prejudicando a Experiência do Talento. Nesse sentido, a ferramenta da Kenoby substitui as dores desses processos e permite que o RH desenvolva interações e conteúdos mais elaborados que irão elevar o nível de experiência do talento durante o processo seletivo.

Além disso, muitas empresas apresentam dificuldades em cuidar de todas as etapas do processo seletivo com o mesmo foco e dedicação. Isso acontece por diversas razões, muitas vezes existem metas de fechamento de vagas que precisam ser cumpridas rapidamente, volume inesperado de candidatos ou mesmo rotinas pesadas de trabalho que dificultam uma boa gestão de todas as etapas do processo seletivo. Entretanto, o candidato nunca deve ser prejudicado.

É importante lembrar que todas as interações entre candidato e empresa formam opiniões e sentimentos que irão afetar sua marca empregadora. Pensando nisso, tanto a Kenoby quanto a Pin People buscam ajudar os profissionais de RH em momentos diferentes da experiência do talento, oferecendo tecnologias e recursos capazes de facilitar processos e otimizar o gerenciamento dos talentos nas empresas.  

Processo Seletivo e Onboarding

A Experiência do Candidato geralmente é relacionada ao processo seletivo, porém, a jornada desse novo talento pode ser encerrada com uma negativa do processo seletivo, ou continuada após a contratação. Por isso, no contexto da experiência, não podemos falar de Recrutamento e Seleção sem falar de Onboarding, pois ambos são fases continuadas de uma mesma jornada e trazem impactos significativos para a empresa e para o novo colaborador.

Uma pesquisa feita pela Glassdoor indicou que um processo bom de Onboarding pode aumentar a retenção dos colaboradores em até 82%. No Processo Seletivo, busca-se fazer uma boa qualificação para garantir a contratação de bons talentos para a empresa. Após a contratação, a grande missão do RH é retê-los, ou melhor, criar experiências que façam os novos colaboradores gostarem do dia a dia na organização.

O Onboarding, por sua vez, executa um papel fundamental na criação de boas experiências nesse início na organização, pois, esses primeiros meses irão formar expectativas iniciais em relação à experiência de trabalho e influenciar as decisões e escolhas do novo colaborador. Visto isso, a Pin People desenvolveu uma plataforma de pesquisas, People Analytcis e automação de conteúdos que busca auxiliar o RH no entendimento desses primeiros meses do novo colaborador na empresa e fornecer insights e ferramentas para a construção de planos de ação e alcançar maiores níveis de engajamento e eNPS.

Duas startups e um único objetivo: transformar o RH

Transformação digital não é um termo novo, muito menos simples. Para o RH, esse tema ganhou muita força esse ano, devido ao evento da pandemia da COVID-19, em que crises no mercado de trabalho e nas organizações foram gerenciadas, em sua maioria, por profissionais de RH. Demissões, novas contratações, trabalho remoto, rituais de cultura e inúmeros outros desafios foram intensificados pela COVID-19.

A transformação das organizações com novas tecnologias é uma necessidade latente. Entretanto, ainda existem inúmeros obstáculos para essa mudança. Como parceiros, a Pin People e a Kenoby irão mostrar os benefícios e os melhores caminhos para que o RH consiga executar transformações digitais relevantes nos seus meios, e, mais importante, obter resultados satisfatórios, tanto para a empresa, quanto para os colaboradores.

Quer ficar ligado nas tendências do mundo de RH e entrar na Era da Experiência? Nos siga nas redes sociais!

Leia também: