Como otimizar o tempo do RH para investir na experiência do colaborador

Pontomais
Mar 26, 2021

* Este artigo foi produzido pela equipe da Pontomais, exclusivamente para o blog da Pin People.

Um dos fatores mais importantes para qualquer empresa atualmente é a experiência do colaborador. Isso porque quanto maior a satisfação dos funcionários e mais forte o elo entre eles e a empresa, maior será o engajamento da equipe e, consequentemente, os resultados da organização.


Os profissionais de Recursos Humanos têm papel fundamental nesse processo. Afinal, eles são os principais responsáveis por realizar ações que influenciam diretamente a experiência do colaborador.


São eles os encarregados de cuidar de todos os detalhes do recrutamento e seleção de novos talentos, treinamento e desenvolvimento de colaboradores, rituais de cultura no dia a dia da empresa, entre outras ações que envolvem os profissionais.


Mas, para ter tempo de cuidar das pessoas dentro das organizações, os RHs precisam atuar de forma estratégica, buscando formas de otimizar suas demandas sem perder tempo com atividades burocráticas.


Por isso, neste artigo, você vai descobrir como otimizar o tempo do RH para investir na experiência do colaborador com 3 dicas essenciais.


1. Estabeleça metas 


O primeiro passo para atuar de forma estratégica é saber onde o RH e a empresa querem chegar. Para isso, entenda quais são os objetivos da empresa e como o setor de Recursos Humanos pode estabelecer as próprias metas para contribuir com esse resultado.


Além de ter clareza sobre os objetivos que desejam alcançar, definir as metas permite que a equipe mantenha o foco no que realmente importa. Mas é importante lembrar de alguns elementos na hora de planejar as metas:



Com as metas estabelecidas, também será possível mensurar os resultados e entender quais ações estão trazendo resultado e quais devem ser reavaliadas. Assim, o RH poderá atuar de maneira cada vez mais eficiente para a equipe, a empresa e o negócio.


2. Automatize os processos do RH


Ao estabelecer as metas do setor e entender quais ações devem ser realizadas, os RHs provavelmente vão perceber que será necessário dedicar tempo para executá-las.


Os profissionais de RH, além de serem responsáveis por fomentar a cultura organizacional, realizar o recrutamento e seleção e acompanhar o desenvolvimento dos colaboradores, também são encarregados das atividades do Departamento Pessoal.


Essas tarefas, que fazem parte do setor, abrangem o que fica conhecido como a parte burocrática do RH. Gestão de jornada, folha de pagamento, controle de férias e horas extras são alguns exemplos dessas atividades.


No início, esses processos eram temidos por levarem muito tempo para serem executados, além de demandarem atenção total para que não houvessem erros de registro e cálculo.


Nessas atividades, qualquer imprecisão pode causar grandes problemas com a lei, podendo gerar multas e processos trabalhistas para a empresa.


Baixe o infográfico


Para solucionar essas questões, tanto a respeito do tempo gasto quanto da precisão e assertividade nas demandas, foram criadas ferramentas para automatizar os processos do RH.


Sistemas de controle de ponto digital, como o da Pontomais, facilitam a rotina e utilizam a tecnologia a favor dos profissionais. Através dele é possível reduzir a burocracia em processos relacionados ao controle de ponto e à gestão de jornada dos colaboradores.


Confira as funcionalidades do sistema Pontomais:



3. Planeje-se para conseguir executar


Com as metas definidas e o tempo disponível, é hora de definir o planejamento das ações para possibilitar uma execução eficiente. O grande segredo de uma boa estratégia é um plano de ação bem elaborado


O planejamento prévio serve para que você pegue as metas e ações definidas no primeiro tópico deste artigo e defina como elas serão realizadas


Por exemplo, se o objetivo da empresa é aumentar o faturamento, uma das metas do setor de RH pode ser a redução da taxa de turnover (ou rotatividade) em 15% no primeiro trimestre.


Pensando nisso, uma possível ação a ser realizada é o treinamento dos colaboradores, para que eles se sintam mais valorizados e motivados a permanecerem na equipe.


É aqui que entra o planejamento. Quando será realizado o treinamento? Que habilidades serão desenvolvidas? Quem será o responsável por treinar os colaboradores?


Ao responder essas perguntas, o RH se prepara para conseguir executar as ações de maneira eficiente e ágil.


Com essas 3 dicas de como otimizar o tempo do RH para investir na experiência do colaborador, não vale deixar só na teoria. Comece a colocá-las em prática hoje mesmo na sua empresa.


Em pouco tempo já será possível perceber os resultados e permitir cada vez mais que o RH tenha tempo de cuidar daquilo que realmente importa: as pessoas.